Ponto de encontro da turma da noite de antropologia, do ISCTE, 2001-2005
Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2006
ISLÃO-BREVES APONTAMENTOS DA SUA HISTÓRIA
Nãp pretendo, nestas curtas linhas, fazer qualquer critica ao nosso tiranico chefe da pele de leopardo. Tento, só, esclarecer-vos melhor sobre a sua origem.

Existe, em Meca um edificio, a KAABA, que os locais acreditam ter sido construido por Abraão ( IBRAHIM). Este edificio contém no seu interior uma pedra que, segundo a tradição, era branca, mas devido aos pecados dos homens se tornou preta.
AHMAD MUHAMMAD, entre nós conhecido por Maomé ficou orfão de pai antes de nascer, a mãe faleceu quando ele ainda era criança, tendo sido criado por um tio. Em adulto tornou-se condutor de camelos, casou com Khadijah a sua patroa, uma viúva rica mas velha cerca de 15 anos e de quem teve vários filhos, entre eles Fátima.
Julga-se que nas suas viagens pelo deserto arábico, enquanto caravaneiro, tenha tido contacto quer com o judaísmo, quer com o cristianismo, era um homem de fé. Maomé passava muito tempo a meditar em grutas nos arredores de Meca. numa dessas noites surgiu-lhe o anjo JIBRIL( Gabriel) que lhe ordenou "recita", ele recitou. É com esta primeira revelação que surge o QU´RAN (Corão); a primeira revelação, ou a noite do poder é comemorada a 26 do mês do ramadão. Os primeiros convertidos foram: Khadijah, Abu-Bakr e Ali seu primo e futuro genro.
Em 622, da nossa era, devido à oposição ao seu pensamento refugia-se, com 70 convertidos, na cidade vizinha de Itrebe onde foi bem recebido. Mais tarde esta cidade passa a chamar-se MEDINA ou a cidade do profeta. Aqui as diversas tribos abandonam os costumes ancestrais, substituido-os pela SHARIA ou a lei do Islão.
Em 630 e depois de diversas batalhas conquista Meca, marchando 7 vezes à volta da Kaaba (tal como fazem actualmente os muçulmanos durante o HAJJ), beijando no final a pedra preta. Maomé mandou retirar todos os ídolos presentes no edificio deixando ficar unicamente as figuras de ISSA (Jesus) e de Maria(mãe de Jesus)
Maomé morreu em 632, sem deixar testamento.


publicado por antmarte às 13:41
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2006 às 14:17
Bem vindo João, pelo regresso ou pelo primeiro artigo, e obrigado por este interessante trecho de história!Zé Paulo
</a>
(mailto:ilus@clix.pt)


De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2006 às 13:45
opss!! esqueci-me de assinar o artigo, FUI EU
cumprimentos a todos, João Paulo

joão paulo
</a>
(mailto:jpgribeiro@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2006 às 13:45
opss!! esqueci-me de assinar o artigo, FUI EU
cumprimentos a todos, João Paulo

joão paulo
</a>
(mailto:jpgribeiro@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 16 de Fevereiro de 2006 às 13:45
opss!! esqueci-me de assinar o artigo, FUI EU
cumprimentos a todos, João Paulo

joão paulo
</a>
(mailto:jpgribeiro@mail.telepac.pt)


Comentar post