Ponto de encontro da turma da noite de antropologia, do ISCTE, 2001-2005
Quinta-feira, 6 de Outubro de 2005
O dia em que o sol se escondeu
Um eclipse solar é ainda hoje um fenómeno que entusiasma multidões. Novos e velhos, cientistas ou meros curiosos, são muitos os que em ocasiões como a de há dias fixam os olhos no céu para desfrutar desse acontecimento de excepção.
A ciência já conhece e prevê o fenómeno, os homens já não o interpretam como algo de sobrenatural, e no entanto uma aura de magia não deixa de o rodear. Observador entre os observadores, o antropólogo encanta-se com o eclipse, ao imaginar quantos outros homens, noutros tempos ou lugares, experimentaram sentimentos, crenças ou ideias tão diversas, ao verem este mesmo belíssimo fenómeno.
A ocorrência de um eclipse pode ser uma oportunidade para se reflectir a diversidade da imaginação humana, pode permitir que se discorra sobre as mais variadas crenças, racionais ou não, ou o que sejam. Ou pode ser apenas uma oportunidade do homem compreender a sua condição, de um ser limitado e pequeno perante a grandeza e o excesso do universo, mas um ser privilegiado por poder olhá-lo e conferir-lhe um sentido...
"À escala do cosmos, a espécie humana, surgida por um acaso infinitesimal, durará um breve momento. E dentro dele, cada um de nós não chega quase a existir. E no entanto, é por esse instante de impensável brevidade de duração, que é nosso dever mobilizar todo o esforço de uma intensa atenção para que o melhor do universo se não destrua. Porque nesse mínimo está o máximo concebível da grandeza e do milagre. A vida. Tão pouco e tão tanto. (...) Mas que se não esqueça, que para cada um de nós o universo não existiria, se cada um de nós não existisse. Assim, a existência desse incomensurável universo depende da existência de quem, como disse, mal chega a existir” (Vergílio Ferreira, “Espaço do Invisível 5”) (Zé Paulo)


publicado por antmarte às 09:59
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Fora de órbita

Pensar o mundo ou transfo...

Não só uns chutos na bola

Da (falta de) educação

“Destak”

“Ou há justiça ou comem t...

Do Mundial ou 2ª época de...

Um livro, um amigo

Rectificação

Dia Mundial da Criança

arquivos

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds