Ponto de encontro da turma da noite de antropologia, do ISCTE, 2001-2005
Quarta-feira, 2 de Novembro de 2005
“O homem está condenado a ser livre”
Sartre nasceu há cem anos e morreu há vinte e cinco. São números muito “redondos” para que pudessem passar despercebidos.
Em Junho, na data do seu nascimento, foi notícia de primeira página num jornal diário que pela altura tentava uma fugaz alternativa ao nosso panorama informativo. Feito inédito, o de um filósofo ser notícia de capa, ele só seria talvez possível a este homem tão singular.
Por estes dias voltei a uma “casa” antiga, que os dias felizes do ISCTE não me fizeram esquecer, para assistir a um congresso sobre Jean-Paul Sartre, assinalando as tais datas “redondas” que referi. Assistir a um congresso, como fazer um curso, são oportunidades vitais para um certo “refrescar” do espírito de que não podemos nem queremos abdicar. Assim, tive ocasião de ouvir e pensar um pouco mais sobre o filósofo francês, que se pode ter ainda como referência, por datada que se considere.
Sartre o existencialista. O intelectual comprometido, o escritor, o dramaturgo, o polemista vigoroso, ícone e referência de gerações. Com estas e tantas outras classificações (quantas vezes tão simplistas), que mais dizer deste homem? Talvez como Vergílio Ferreira, que com ele tanto reflectiu e a nós nos fez reflectir, dizer mais apenas que “por sobre o amontoado legendário do equívoco, do anedótico, das fáceis intrepretações dos magazines, das esquinas do ócio, do fumo dos cafés, um homem levanta-se e a História reconhece-o. Desses tentámos falar. A esse admiramos e respeitamos.” (do prefácio a “O Existencialismo é um Humanismo”) (Zé Paulo)


publicado por antmarte às 14:38
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Fora de órbita

Pensar o mundo ou transfo...

Não só uns chutos na bola

Da (falta de) educação

“Destak”

“Ou há justiça ou comem t...

Do Mundial ou 2ª época de...

Um livro, um amigo

Rectificação

Dia Mundial da Criança

arquivos

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds