Ponto de encontro da turma da noite de antropologia, do ISCTE, 2001-2005
Terça-feira, 13 de Dezembro de 2005
Acerca das Auto-Europa’s, Delphi’s e modelos de desenvolvimento
charlot.jpg


Dedicado em especial ao meu velho e grande amigo Miguel, que claro que nunca se rendeu ao capitalismo (nem nós deixaríamos...) (Zé Paulo)


publicado por antmarte às 14:27
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De Anónimo a 18 de Dezembro de 2005 às 22:22
hooo!... Temos aqui um purista!...

miguelinho
</a>
(mailto:miguelgmacedo@netcabo.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2005 às 10:46
Ocorre-me: muito me agradam estes encontros com os meus amigos, mas não quero apropriar-me deste espaço, que não é só meu. Ele é de todos os que o visitam, claro, mas é em primeiro lugar dos "antropólogos marcianos", por e para quem foi criado. Não há por aí uma perspectiva antropológica, ou qualquer coisa assim, que tenha algo a dizer (sem ser só Cavaco e Benfica, ok, Ferraz?!)?Idem
</a>
(mailto:ilus@clix.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2005 às 10:39
Os meus amigos... Bom, "especialista" em que matéria, ó Miguel?! Num pouco de nada... mas falares em "cinismo" lembra-me os cínicos, corrente grega da filosofia (pós-socrática), sábia, céptica e boa, cuja aura talvez ande por aqui em muitas destas ideias. Se não fosse também eu um pouco céptico com as classificações fáceis (o que a gente luta com as classificações, também pela antropologia), diria talvez que o mundo não é composto apenas de "bons" e "maus". No meio estariam talvez os "cínicos", "bons" que já não o podem ser (sejam lá os 30's ou o que for que o provoque...), mas que sem dúvida nunca estão nem querem estar entre os "maus"... Enfim, desculpem-me a "filosofia barata", ou a "etnopsicologia dos cínicos", também da mais reles...Zé Paulo
</a>
(mailto:ilus@clix.pt)


De Anónimo a 14 de Dezembro de 2005 às 09:55
Realmente a globalização deixou uma marca no nosso amigo :)José Raposo
(http://joseraposo.blogspot.com)
(mailto:jose_raposo@nectabo.pt)


De Anónimo a 13 de Dezembro de 2005 às 19:34
Amigo fiquei bastante sensibilizado com a tua dedicatória.
É certo que não me "rendi" aos encantos do capitalismo, aprendi ( como todos nos) a viver com ele, e é um facto que ganhei sem duvida algum "jogo de cintura" na maneira como encaro certas situações da nossa sociedade ( os 30s fazem destas coisas :-) ).
Tu que es especialista na matéria talvez possas adjectivar melhor que ninguém este tipo de evolução ( ou retrocesso) que aqui o teu amigo levou.
Eu por mim chamaria-lhe mesmo cinismo
Zé aquele abraço!miguelinho
</a>
(mailto:miguelgmacedo@netcabo.pt)


Comentar post