Ponto de encontro da turma da noite de antropologia, do ISCTE, 2001-2005
Sexta-feira, 6 de Janeiro de 2006
Porque hoje é dia...
(Já compraram o bolo rei?)

"Aqui vem as três rosinhas
quatro ou cinco ou seis
se o senhor nos dá licensa
vimos lhe cantar os reis

Os três reis do oriente
já chegaram a Belém
visitar o Deus Menino
que Nossa Senhora tem

O menino está no berço
coberto c'o cobertor
eos anjinhos estão cantando
louvado sej'o Senhor

O Senhor por ser Senhor
nasceu nos tristes palheiros
deixou cravos deixou rosas
deixou lindos travesseiros

também deixou a abelhinha
abelhinha com o seu mel
para fazer um docinho
ao divino Emanuel

Você diz que tem bom vinho
có có có
venha-nos dar de beber
rintintin
florin-tintin
traililairo"
"Cantar dos Reis", popular, Trás-os-Montes (Zé Paulo)


publicado por antmarte às 14:41
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 14:24
Pelo menos eu não me engasgo com o bolo rei, não sou como o outro, a quem desta é capaz de sair o brinde... já pelo resto do pessoal não posso falar, não sei se estão engasgados, se mudos...Zé Paulo
</a>
(mailto:ilus@clix.pt)


De Anónimo a 11 de Janeiro de 2006 às 09:43
Mas como é?? ficaram todos engasgados com o bolo rei aqui em Marte???
Vam,os lá a aparecer....José Raposo
(http://joseraposo.blogspot.com)
(mailto:jose_raposo@netcabo.pt)


De Anónimo a 9 de Janeiro de 2006 às 17:14
Vê-se que o homem anda a ler, a estudar... quem sabe a fazer alguma pós-graduação em assessoria da presidência da república?! És capaz de ter razão, o teu candidato poderá ganhar o brinde da coisa. A fava fica para o Zé Povinho, como costume... Mas não vou prolongar a discussão, "manifestar-me-ei" atempadamente, se julgar pertinente.Zé Paulo
</a>
(mailto:ilus@clix.pt)


De Anónimo a 7 de Janeiro de 2006 às 02:38
"Poder-se-á dizer que uma sociedade politica é responsável pelas suas infelicidades, por ter escolhido mal os seus dirigentes, ou por ter tolerado manobras desumanas. Na realidade, uma consulta eleitoral, por exemplo, não constitui uma decisão, no sentido próprio da palavra; ela indica somente, pelo jogo da maioria e da minoria, qual o homem, ou o partido, que parecem mais aptos a realizar a tarefa que o bem comum exige. "Julien Freund 1974".

Uns, os velhos do Restelo, sem ideias apenas lutam para derrotar um outro. Este apenas luta por um "Portugal maior".
Garantidamente meu caro Zé Paulo não creio que seja a mim que o povo irá dar a fava.
jferrazjferraz
</a>
(mailto:jferraz@iol.pt)


De Anónimo a 6 de Janeiro de 2006 às 14:49
A propósito de Belém, quem lá chegará primeiro, daqui a mais uns dias? Esperemos que ao Ferraz só saia a fava, desse bolo rei, nunca o brinde. Caso contrário não há mel para ninguém, mas só um certo sabor a fel. Ao menos valha-nos o vinho, que é anunciado como do bom..."Rei Mago"
</a>
(mailto:ilus@clix.pt)


Comentar post