Ponto de encontro da turma da noite de antropologia, do ISCTE, 2001-2005
Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2006
ESTA VIDA SÃO DOIS DIAS



FELIZMENTE O CARNAVAL SÃO TRÊS

Segundo alguns historiadores, o Carnaval começa no princípio da nossa civilização e remonta à antiga Suméria e Egipto, na origem dos rituais, estão as celebrações da fertilidade e das colheitas nas primeiras lavouras, às margens do rio Nilo, há mais de seis mil anos atrás.
Na Grécia antiga, as celebrações faziam-se em homenagem a Dionísio, deus do vinho, da cultura e da transformação. Segundo a mitologia, Dionísio foi expulso do Monte Olimpo e sempre que regressava à Grécia nos primeiros dias da primavera era saudado pelos seus fiéis com danças exóticas e muitas bebidas.
Na Roma antiga, a festa era celebrada nas ruas pelas sacerdotisas que adoravam a Baco (nome latino de Dionísio). As sacerdotisas dançavam e gritavam por toda a cidade, provocando a desordem que contagiava as pessoas que passavam nas ruas. Mais tarde, as Saturnálias, em homenagem ao deus Saturno (Cronos, para os gregos) celebravam a liberdade e a igualdade entre os homens.
É na Idade Média que surge a palavra Carnaval que para uns, deriva de "carrum navalis", que eram os carros navais que faziam a abertura das Dionisías Gregas nos séculos VII e VI a.C., mas para outros, a palavra surgiu quando Gregório I, o Grande, em 590 d.C. transferiu o início da Quaresma para quarta-feira, antes do sexto domingo que precede a Páscoa. Ao sétimo domingo, denominado de "quinquagésimo" deu-se o nome de "dominica ad carne levandas", expressão que seria sucessivamente abreviada para "carne levandas", "carne levale", "carne levamen", "carneval" e "carnaval", todas estas variantes são de dialectos italianos (milanês, siciliano, calabres, etc.) e que significam acção de tirar, que quer dizer: "retirar a carne" e refere-se à proibição religiosa do consumo de carne durante os quarenta dias que dura a Quaresma.
A civilização judaico cristã fundamentada na abstinência, na culpa, no pecado, no castigo, na penitência e na redenção renega e condena o Carnaval e muito embora os seus principais representantes fossem contrários à sua realização, no séc. XV, o Papa Paulo II contribuiu para a sua evolução imprimindo uma mudança estética ao introduzir o baile de máscaras e o permitiu em frente ao seu palácio, na Via Lata. Como a Igreja proibira as manifestações de carácter sexual no festejo, as novas manifestações adquiriram a forma de corridas, desfiles, fantasias, bailes e diversões em geral. Estava assim, reduzido o Carnaval à celebração mais ordeira, com um carácter mais artístico, com bailes e desfiles alegóricos.
Nos dias de hoje, temos diversos lugares célebres pelos seus festejos carnavalescos tradicionais e espectaculares que atraem muitos turistas, são: O Carnaval do Rio de Janeiro, o de Veneza em Itália, o de Santa Cruz de Tenerife, o de Oruro na Bolívia, e de Corrientes na Argentina e o da República Dominicana. Celebram-se nos diversos lugares de formas idênticas com desfiles de carroças, grupos de mascarados ou bailarinos vestidos num mesmo estilo.
No final de toda esta história de embriaguez medieval, gregas, romanas, espanholas, cariocas, negras, índias e de todas as cores, voltemos ao ponto de partida, porquê celebrar o Carnaval? Quem sabe porque somos, quem sabe porque devemos recordar de alguma maneira que somos todos iguais seja o rico e o pobre, o belo e o feio, o triste e o alegre, todos cantamos a algo, todos nos alimentamos para as épocas de seca, todos celebramos a vida. JF
In http://paulaperna.com.sapo.pt/carnaval.htm



publicado por antmarte às 02:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

NOTAS SOLTAS - 4


MENINAS CUIDEM-SE! VEM AÍ A PRIMAVERA E QUERO VÊ-LAS FRESCAS E DELICIOSAS!! JF in Focus



publicado por antmarte às 01:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2006
BENFICA 1 DAS NEVES 0


Depois de testes exaustivos confirma-se que Baia foi atingido peo virus H5N1.
Zé das Neves, além de seres um perigoso esquerdalho (onde é que eu já vi isto escrito) agora tambem tens os teus dragões com a gripe das aves. Mas reconheço que é um frango bonito. Não desistas, para o ano há mais campeonato, este definitivamente vai ser do glorioso. Dá, em meu nome um abraço ao Zeca Afonso. JF


publicado por antmarte às 13:58
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2006
Ali à esquina, um amigo
José Afonso, 02/08/1929 – 23/02/1987

images.jpg

Não encontro palavras com que fixar o que este homem representa para nós. (Zé Paulo)

“Cidade
Sem muros nem ameias
Gente igual por dentro
gente igual por fora
Onde a folha da palma
afaga a cantaria
Cidade do homem
Não do lobo mas irmão
Capital da alegria

Braço que dormes
nos braços do rio
Toma o fruto da terra
E teu a ti o deves
lança o teu
desafio

Homem que olhas nos olhos
que não negas
o sorriso a palavra forte e justa
Homem para quem
o nada disto custa
Será que existe
lá para os lados do oriente
Este rio este rumo esta gaivota
Que outro fumo deverei seguir
na minha rota?”
“Utopia”



publicado por antmarte às 17:15
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

“Saídas profissionais” – casos exemplares
untitled.bmp

No nosso curso é sempre necessário ter bem presente a ideia das dificuldades de inserção profissional. É um problema que ao mesmo tempo podemos transformar em oportunidade, se soubermos e conseguirmos usar da imaginação para contornar os obstáculos, alargando os horizontes das nossas perspectivas profissionais. Com a divulgação de “casos exemplares” pretende-se dar força a essa “veia” criativa da malta, sempre disposta a “mover montanhas”...




Consciente das dificuldades, do risco e do grande desgaste da vida autárquica, o nosso camarada e amigo Fausto pode bem ser um “caso exemplar” de sucesso profissional, se usar da sua imaginação e dos seus atributos para mudar de vida e enveredar por uma carreira de... duplo no cinema!!! (Zé Paulo)


View image


publicado por antmarte às 15:01
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

...
untitled.bmp

No nosso curso é sempre necessário ter bem presente a ideia das dificuldades de inserção profissional. É um problema que ao mesmo tempo podemos transformar em oportunidade, se soubermos e conseguirmos usar da imaginação para contornar os obstáculos, alargando os horizontes das nossas perspectivas profissionais. Com a divulgação de “casos exemplares” pretende-se dar força a essa “veia” criativa da malta, sempre disposta a “mover montanhas”...

Consciente das dificuldades, do risco e do grande desgaste da vida autárquica, o nosso camarada e amigo Fausto pode bem ser um “caso exemplar” de sucesso profissional, se usar da sua imaginação e dos seus atributos para mudar de vida e enveredar por uma carreira de... duplo no cinema!!! (Zé Paulo)


publicado por antmarte às 14:50
link do post | comentar | favorito
|

Complexo de Édipo antropológico
malinowski.jpg

Com toda a deferência pelos respeitáveis antecessores, assim como a devida consideração pelos sucessores de todas as vias, aqui deixo hoje, contudo, a homenagem ao nosso “pai fundador”, vocês sabem quem (ou só conhecem as fotos das Trobriand?!)... (Zé Paulo)


publicado por antmarte às 14:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

...

Não sei se estava autorizado, mas às vezes há coisas que penso não deverem ser partilhadas só com meia dúzia de pessoas, via mail. Como o nosso amigo não passa dos comentários para a escrita de uns artigos, fazemos então um artigo a partir dos seus mails. Então, directamente de Oeiras... (Zé Paulo)


I - “Antropologia: marcas do tempo”


 Durante vinte e nove anos, sempre no dia 17 de junho, uma família argentina fotografou os rostos de cada um de seus membros, sempre na mesma posição e no mesmo lugar. Primeiro o casal, depois a chegada dos filhos, os cabelos brancos... Agora, que colocaram a sua experiência na internet, o resultado é comovente. É um verdadeiro poema sobre a passagem do tempo. O ritual da nossa vida sobre a terra.


 http://zonozero.com/magazine/essays/diegotime/time.html


Histórias de família: questões de género(título adaptado)


O cara chega do trabalho, senta na sua poltrona favorita, liga a TV, e grita para a mulher:


"Rápido, me traga uma cerveja antes que comece" A mulher não entendeu muito, mas pegou a cerveja e levou para ele. Quando ele terminou aquela cerveja, ele disse:


"Rápido, me traga outra cerveja, já está quase começando!"


Ela ficou mais confusa ainda, mas trouxe a cerveja. O cara terminou a segunda lata e disse:


"Vai, rápido, me traga mais uma, vai começar a qualquer momento!"


E a mulher, revoltada: "Ah, chega! Que droga é essa, você está aí todo folgado, chega e nem me fala oi, não levanta essa bunda gorda daí e acha que vou ficar trazendo cerveja pra você igual uma escrava? Você não percebe que eu trabalhei o dia inteiro, lavei, passei, limpei a casa, cozinhei, e ainda fiz compras?"


Aí o marido:


"Pronto... já começou..."



publicado por antmarte às 11:06
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006
Postte com rrrresmas de bolinhas encarnadas
Artigo especialmente para o JF com toda a amizade, j_nhos;

As formas femininas sempre intrigaram e excitaram a criatividade de artistas ao longo dos séculos... na pintura, escultura e na fotografia.

Os corpos femininos nus e semi-nus... acho que exaltam beleza, que não chocam, que não são pornograficos... o que não consigo achar na maior parte nas fotos de homens. O corpo masculino, é mais agressivo.

Uma mulher por si, em qualquer angulo, nua, está bem fotografada, mas um homem exige um cuidado maior para não se expor demais e acabar por cair no ridiculo, tem que ser bem posicionado.ihihihihihihih

Porque será que existem tantas revistas de “mulheres nuas” e quase nenhuma de “homens nus” direccionada ao público feminino? Certamente que já pensaram nesta questão....mas com toda a certeza que de imediato se deram conta de que um homem nu com o membro erecto para a pose numa revista soa mais a pornografia, ou que é, no minimo cómico.

Claro que há fotos artisticas de homens fantásticas... mas não iluminam o espirito como o corpo feminino. LOLOLOL

É evidente que para alem da beleza natural de um corpo feminino, esta questão tem também a ver com a sexualidade.

O "belo" agrada não só à vista, como também ao coração do ser humano. Uma visão de uma bonita mulher provoca as mesmas reacções de prazer no cérebro do homem semelhante à sentida por uma pessoa que se alimenta quando está com fome.
Uma das partes do corpo feminino mais fotografadas são os seios...ahpoisé.
De facto, os seios femininos povoam o imaginário do artista desde sempre.

As suas formas e contornos aguçam, ( LOLOLOLOL )a criatividade mais do que qualquer outra parte do corpo feminino. E não precisam ser expostos às claras para mexer com as sensações.
Um seio pressentido, disfarçado, quase despido é muito mais electrizante do que uma mulher totalmente despida.

O pressentimento da nudez, já o disseram alguns especialistas no assunto, é muito mais interessante do que a nudez propriamente dita. E, nesse aspecto, os seios femininos ganham ainda mais relevância.

"Ó bem amado
é doce entrar no lago
e mergulhar diante dos teus olhos...
E assim eu venho,
Ó bem amado,
ao teu encontro
com minha veste do linho mais fino molhada
modelando a curva dos meus seios..."

Nefertiti, poema dedicado a Akhenaton, faraó egípcio

Tenho dito.


publicado por antmarte às 17:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 21 de Fevereiro de 2006
BENFICA 1 LIVERPOOL 0



A ALEGRIA DO POVO




publicado por antmarte às 22:17
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Fora de órbita

Pensar o mundo ou transfo...

Não só uns chutos na bola

Da (falta de) educação

“Destak”

“Ou há justiça ou comem t...

Do Mundial ou 2ª época de...

Um livro, um amigo

Rectificação

Dia Mundial da Criança

arquivos

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds