Ponto de encontro da turma da noite de antropologia, do ISCTE, 2001-2005
Quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2006
Isso é que era bonito!
Em especial ao Ferraz, alvo preferido das minhas provocações, e à Luísa, que anda Remechida para outras bandas e não quer saber da gente

Então não querem lá ver que duas “fufas” queriam casar-se?! Aqui mesmo, em Portugal?!?! Isso é que era bonito!
Ó Delegado Tirano, tu que até já prometeste aqui umas linhas sobre o tema, não queres dizer algo sobre o assunto? Valha-nos o novo Presidente (tinha que ser...), que talvez possa ser o garante do cumprimento do Código Civil, que isso da Constituição é um resquício dos excessos revolucionários, não interessa para nada... E já agora, valha-nos também o senhor do Registo Civil, que felizmente é um Conservador, já viram se fosse um Progressista (o homem até se portou bem, coitado)?!
Bom, e a Remechida, como é, reaparece em força, como nas aulas de Antropologia Social II, em defesa da abertura, da tolerância e da legitimidade de todas as formas de sexualidade, ou alguém toma partido por ela? (Zé Paulo)


publicado por antmarte às 15:35
link do post | comentar | favorito
|

5 comentários:
De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2006 às 11:30
Se duas pessoas, do mesmo ou diferente género, quiserem juntar os trapinhos em qualquer das formas que uma dada sociedade, formal ou informalmente, regula, deviam poder fazê-lo da forma que lhes apetecer. As instituições que lhes assistem é que deviam ser garante disso poder ser feito. O eco do cerimonial e foguetório sacramental é que já não colhe ao recato que também me assiste. Picapau Amarelo
</a>
(mailto:carrilho@ci.uc.pt)


De Anónimo a 3 de Fevereiro de 2006 às 17:53
Decisão seria salomónica. Por exemplo: estamos de acordo, mas como custa a encaixar (!), voltem cá dentro de 12 anos. Se ainda tiverem as mesmas intenções, a gente casa-vos (a vós).
Daqui a 12 anos, claro está, as meninas já não estariam juntas. Então dir-se-ia: vêem, ainda bem que não deixámos?!
Se, por simples acaso, ainda se mantivessem em união (?) perguntar-se-ia: Foram ao casamento do Elton John?
Ora, como por certo responderiam negativamente, decidiríamos: ainda bem que não vos casámos, pois, afinal, não sois assim tão lésbicas! O que vocês queriam era mesmo aparecer na TV...Zé Gonçalves
</a>
(mailto:jgoncalves@cm-oeiras.pt)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2006 às 23:16
E eu que andei este tempo todo enganado... vá lá ver que as moças afinal querem mais direitos que o vosso delegado quando eu estava a pensar que queriam apenas os mesmos... José Raposo
(http://joseraposo.blogspot.com)
(mailto:jose_raposo@netcabo.pt)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2006 às 17:24
Não tenhas duvidas que isso vai ter resposta. Era o que faltava alguem querer ter mais direitos do que eu.jferraz
</a>
(mailto:jferraz@iol.pt)


De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2006 às 15:43
Enfim, podia dar-te para pior... Será falta de neve? Abracinho!Nuno Guronsan
(http://nunoguronsan.blogspot.com)
(mailto:nuno.fonseca@networkcontacto.com)


Comentar post